sexta-feira, 18 de março de 2011

TRANSFORMA-ME

Toma-me nos braços
Joga-me no ar
Transforma-me em vento
E sente-me dissipar.

Beija-me a boca
Transforma tua saliva em palavras
Doces ou macabras
Sussurra em meu ouvido.

Pega minha mão
Gira-me no salão
Transforma-me em suor, toma dessa água
E mata tua sede de mim.

Pega meu coração
Joga-o no ar
Faz-me de novo dissipar
Transforma-me em tempestade
E atira-me no mar.

quinta-feira, 3 de março de 2011

O VENTO


O vento voraz
Em ventarolas vedadas
Em vórtices velozes
Via vidas valadas
Via vidas vadias
O vento vulcânico
Vagava em você
Vestia-lhe um véu
Voluptuoso e vagante
Vendava-me em vão
Eu velejava a lhe ver
As velas viris
Levavam-me ao vazio
Às vagas voláteis
De vinhedos e ouros
Viagens vindouras
Voltava-me ao voo
Voltava-me ao vão
Voltava-me ao chão.